17/04/2009

O todo é o todo e não apenas a parte

Caro Varatojo
Muito obrigado pelas simpáticas palavras sobre o meu blog.
A produção artística na área da Pintura tem sido desde sempre, para mim, um espaço de actuação. Como produtor, como professor, como interveniente, como observador (sem estatuto de critico).
Tento perceber a necessidade incontornável de fazer arte seja ela de que formato for, tanto em mim como nos outros.
Vi o seu blog com atenção (ver) e também lhe retribuo os parabéns. Transparece claramente um amor pela arte e uma qualidade expressiva bastante forte na representação de gestos comuns entre todos nós. Verifico também uma grande actividade expositiva. Isso é muito bom. É mesmo o essencial, porque esta tarefa é um trabalho em desenvolvimento continuado permanentemente. Nunca acaba! Continuará mesmo depois de nós. Força para isso!
Não veja nestas palavras uma linguagem de crítico, porque não o sou nem o desejo ser. Eu desejo sobretudo estimular o lado produtivo e não fazer selecções com a pretensão de seriar verdades. Toda a produção é um contributo positivo para o bem comum enquanto a selecção implica uma negação.
O todo é o todo e não apenas a parte.
É por causa desta politica selectiva, na qual nunca ninguém será unânime e suficientemente bom, que não temos um museu de arte contemporânea.
Ilídio Salteiro (2009)